OUTROS DESTAQUES
Internet
Embratel não consegue sumidouro com UOL, mas lança ?Click 21?
quinta-feira, 17 de julho de 2003 , 17h24 | POR REDAÇÃO

A Embratel anunciou o lançamento de um provedor de acesso gratuito à internet, o ?Click 21?. A operação será iniciada nesta sexta, 18, em Curitiba. A partir de agosto o provedor estará disponível também para as outras cem cidades onde a Embratel já oferece telefonia local.
Trata-se de uma estratégia que surge após o rompimento do acordo com o UOL, para quem a tele fornecia a solução de acesso. Não existe evidência de uma relação de causa e conseqüência, mas este noticiário apurou que desde o ano passado a Embratel propunha ao UOL a ampliação da parceria para um modelo de negócios baseado em sumidouro de tráfego. O UOL seria, então, remunerado com uma parte da receita pelo tráfego que gerasse. A infra-estrutura, inclusive linhas de acesso, seria da Embratel. Era uma estratégia da empresa para enfrentar a concorrência da Telemar e da Brasil Telecom, que começavam a explorar esse modelo de negócios com seus provedores gratuitos, respectivamente iG e iBest.
UOL e Embratel não chegaram a um entendimento, segundo apurou este noticiário, inclusive por conta de condições comerciais mais interessantes oferecidas por outras teles ao UOL. A Embratel não comenta a questão oficialmente, assim como o provedor. Ainda não são claros os motivos exatos que levaram à ruptura de contrato, mas o assunto corre na Justiça.

Click 21

Em princípio, os usuários do Click 21 terão direito a duas contas de e-mail com 30 Mb de capacidade cada uma; antivírus, anti-spam e outros serviços. A Embratel pretende em breve incluir conteúdo próprio no site do provedor (www.click21.com.br).
A estratégia da Embratel com o lançamento de um provedor gratuito próprio é, nitidamente, atrair chamadas para sua rede local, que se encontra em plena expansão. Assim, a operadora aumenta a sua chance de receber tarifa de interconexão local de outras operadoras, que é paga quando mais de 55% do tráfego entre duas teles locais se direciona a uma delas.
A operadora não informou quanto está sendo investido no projeto, nem quais são as perspectivas de número de usuários, receita, market share etc.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top