OUTROS DESTAQUES
Política
Opinião de Mendonça de Barros sobre tarifas agrada o Planalto
quarta-feira, 16 de julho de 2003 , 20h00 | POR SÉRGIO SISTER

Duas fontes próximas ao Planalto reagiram positivamente à entrevista do tucano e ex-ministro das Comunicações, Luiz Carlos Mendonça de Barros, publicada nesta quarta, 15, no jornal ?Gazeta Mercantil?. O ex-ministro afirma que a revisão tarifária é uma possibilidade contratual e que não faltavam argumentos para efetiva-la, pois a variação do índice está bem acima do aumento de custos operacionais das empresas e da renda dos consumidores. Critica a Anatel (por não chamar as operadoras para discutir as distorções da aplicação do IGP-DI) e o atual ministro Miro Teixeira (por politizar a questão das tarifas).
Mendonça de Barros acredita que a Justiça acabará ratificando o que está nos contratos e que as operadoras não praticarão todo o aumento porque ?não há renda e estão sobrando telefones.?
Uma das fontes, ao comentar a entrevista, disse acreditar que a reação do ex-ministro, na verdade, também seria política, pois estaria flexibilizando sua opinião inicial, no site Primeira Leitura, de simples aplicação dos termos do contrato (ou seja, do IGP-DI).
?A reação da classe média contra os aumentos não era esperada pelos tucanos.? Mesmo assim, disse, a avaliação atual bate com a do núcleo do governo. O atual ministro das Comunicações, Miro Teixeira, de fato, estava em ?plena sintonia? com o presidente Lula, mas agiu ?ostensivamente como político.? E isso contraria a intenção do ministro Antonio Palocci, de evitar ?marolas? até o final do ano.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top