OUTROS DESTAQUES
Reajuste de tarifas
Custos das concessionárias subiram mais de 30%, diz executivo
quarta-feira, 02 de julho de 2003 , 20h22 | POR REDAÇÃO

Pelos cálculos de um executivo de uma operadora de telecomunicações, o custo dos serviços oferecidos pelas concessionárias de telefonia fixa aumentou, em alguns casos, mais de 30% nos últimos doze meses. Este número está bem acima da avaliação feita por analistas do mercado, que calculam que o aumento teria sido bem abaixo dos 17% do IPCA no período. "Usamos como parâmetros o custo do capital, da energia elétrica, dos combustíveis e do pessoal e calculamos a média ponderada entre eles. Alguns parâmetros aumentaram muito mais que 30%, como o custo do capital", explica o executivo.
Ele lembra que há operadoras para as quais a assinatura residencial equivale a apenas 2/3 do custo. Ou seja, há um subsídio entre serviços, assim como há entre classes sociais e até mesmo entre estados. "E essa margem de subsídio está caindo com o aumento da concorrência nos nichos mais rentáveis", argumenta.

Inadimplência

As três concessionárias de telefonia fixa reiteraram recentemente junto à Anatel o pedido para que a agência baixe de 30 para 15 dias o prazo mínimo para desligamento de linhas de usuários inadimplentes. Tal medida, se acolhida, reduzirá a perda que as empresas terão com o aumento da inadimplência decorrente do reajuste das tarifas. O principal argumento das concessionárias é o tratamento diferenciado dado às operadoras do SMP (Serviço Móvel Pessoal), que podem desligar as linhas apenas 15 dias após o atraso no pagamento.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top