OUTROS DESTAQUES
Política de telecomunicações
Miro rejeita crítica de falta de diálogo
quinta-feira, 29 de Maio de 2003 , 16h45 | POR REDAÇÃO

O ministro das comunicações, Miro Teixeira, rejeita a crítica de que teria havido pouco diálogo durante a elaboração da minuta do decreto sobre a nova política de governo para as telecomunicações. "Há um grande debate em torno da minuta do decreto e isso é inédito no País. Que governo anterior discutiu um decreto presidencial antes de sua edição?", comentou. Ele classificou o debate como "muito civilizado". Questionado se temia o lobby das operadoras locais, o ministro respondeu que já está acostumado com pressões políticas.
Miro aproveitou para reafirmar sua posição em favor da desindexação das tarifas. Ele reclamou que as empresas não teriam "bom senso" na aplicação dos reajustes, o que causa grande impacto na cadeia produtiva. "Se as operadoras querem manter o IGP-DI mais 9% nos novos contratos, que apresentem bons argumentos para isso", desafiou o ministro.

Telemar

O presidente da Telemar, Ronaldo Iabrudi, limitou-se a classificar como "interessantes" as declarações de Miro. Acerca do reajuste a ser feito em junho, o executivo disse que a empresa é favorável ao "respeito dos contratos" e explicou que a Telemar ainda espera os dados do IGP-DI de maio para calcular o aumento das tarifas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top