OUTROS DESTAQUES
Fundos de pensão
Previ, Petros e Funcef querem reforçar ação conjunta com BNDES
terça-feira, 20 de Maio de 2003 , 17h29 | POR FERNANDO PAIVA

Os presidentes dos fundos de pensão Previ, Petros e Funcef confirmaram o interesse em reforçar uma ação conjunta com o BNDES em ativos nos quais os dois lados sejam acionistas, como é o caso da Telemar. ?Uma ação conjunta com o BNDES é totalmente positiva e pode ser reforçada daqui para frente nas empresas onde tanto o banco quanto as fundações tenham participações. O objetivo é assegurar a adoção de práticas de governança corporativa e uma maior transparência na gestão das companhias?, explicou o presidente da Previ, Sergio Rosa.
Além disso, as fundações e o BNDES pretendem firmar uma parceria para troca de análises setoriais, com o intuito de identificar com maior facilidade eventuais erros nos estudos feitos por cada uma das instituições.

Responsabilidade social

Paralelamente, os três fundos de pensão estão unidos na elaboração de uma série de exigências sociais a serem verificadas por eles nas escolhas de novos investimentos. ?Queremos realizar investimentos socialmente responsáveis, mas sem deixar de lado a rentabilidade e as metas atuariais?, esclareceu Wagner Pinheiro, presidente da Petros. A lista de condições para investimentos dos três fundos de pensão será fechada até o final do ano e contemplará as seguintes diretrizes: a) adoção de métodos de governança corporativa; b) não degradação do meio ambiente; c) boas condições de trabalho para os empregados; d) respeito à legislação tributária brasileira.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top