OUTROS DESTAQUES
Reajustes
Cúpula da Telemar discute bases de negociação com Minicom
terça-feira, 29 de Abril de 2003 , 14h25 | POR REDAÇÃO

A Telemar ainda não foi chamada pela Anatel ou pelo Minicom para negociar o índice de reajuste das tarifas. Há cerca de uma semana, o ministro das comunicações, Miro Teixeira, afirmou que estaria negociando com as concessionárias um reajuste diferente do IGP-DI. Mas segundo o diretor de assuntos regulatórios da Telemar, Ércio Zilli, Miro ainda não apresentou nenhuma proposta concreta para as teles.
O executivo também afirmou que a diretoria da operadora não entrou em um consenso sobre até que ponto eles aceitariam negociar o reajuste. ?Embora a Telemar esteja sensibilizada com as questões socio-econômicas do País, não podemos aceitar que as regras sejam modificadas no meio do caminho. Cumprimos nossa parte no contrato com o governo, alcançando todas as metas. Esperamos que eles cumpram a parte deles mantendo o IGP-DI?, diz Zilli.
O diretor afirma que esta não é uma postura rígida e que poderiam negociar novos valores, se de alguma forma o governo provasse que não haverá perda de receita. ?Se nossos acionistas tivessem comprado títulos públicos ao invés de terem investido no Brasil, teriam ganho mais dinheiro?. O executivo afirma que 60% dos custos da Telemar são provenientes da manutenção da rede e da depreciação dos recursos investidos até hoje.
O único ponto negativo apontado por Zilli na manutenção do IGP-DI como índice é o possível aumento na inadimplência. Em 2002, o índice de inadimplência da Telemar foi de 3,8% da receita bruta.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top