OUTROS DESTAQUES
Competição
Vésper manifesta-se ainda disposta a "defender seus direitos"
quinta-feira, 24 de Abril de 2003 , 17h00 | POR REDAÇÃO

A Vésper, em comunicado distribuído nesta quinta, 24, confirma a disposição de aceleração do processo da venda da empresa pela sua controladora, a Qualcomm, e também informa que seus acionistas contrataram o banco de investimentos Morgan Stanley para assessorá-la transação. Além disso, a espelho informa que suas operações não serão afetadas pela decisão, mantendo inclusive planos de lançamento de novos produtos, e que paralelamente a esse processo, seus acionistas pretendem tomar as ?medidas cabíveis para defender os seus legítimos direitos no que se refere ao uso da rede 1,9 GHz para serviços móveis?, sem dar maiores detalhes.
A empresa não recorreu da decisão do conselho diretor da Anatel, que lhe negou a autorização para operar o SMP na faixa de 1,9 GHz, sendo que o prazo para o recurso, de 10 dias, venceu esta semana.
Os executivos da Vésper não quiseram se pronunciar como será mantida a operação a partir do anúncio do interesse de Qualcomm de sair do negócio. A expectativa, porém, é de que a empresa norte-americana de tecnologia deixe de desembolsar as quantias mensais de US$ 15 milhões a US$ 16 milhões para sustentar a espelho enquanto ela não fosse vendida ou revertesse seus prejuízos, a partir da operação móvel com sua rede em 1,9 GHz, originalmente instalada para licença de telefonia fixa. Neste caso, a empresa teria de efetuar novos cortes, o que praticamente paralisaria a operação.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top