OUTROS DESTAQUES
Empresas canadenses estão divididas
quinta-feira, 08 de Fevereiro de 2001 , 18h55 | POR REDAÇÃO

De acordo com o presidente da Nortel no Brasil, Luiz de Oliveira Machado, o impasse comercial é ruim para sua empresa. "Vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para ajudar o governo brasileiro". Oliveira Machado não quis avaliar se o governo canadense agiu corretamente no caso. Ficou em cima do muro: "nosso negócio não é carne, mas telecomunicações". Robert Lande, presidente da Bell Canada no Brasil, mostrou-se visivelmente constrangido com a situação e também não quis avaliar a atitude do governo canadense. Ao contrário dos outros dois, Gunnar Vickberg, presidente da Americel e representante da TIW, assumiu posição clara afirmando que tinha autorização de sua empresa para discordar da atitude do governo canadense, "e essa era também a opinião de muitas outras empresas do Canadá".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top