OUTROS DESTAQUES
Liminar pouco urgente
sábado, 27 de Janeiro de 2001 , 13h18 | POR REDAÇÃO

O próprio presidente da Anatel, Renato Guerreiro, admitiu que a liminar da Animec não é extremamente prejudicial para a licitação porque não impede a entrega de propostas. O que pode acontecer, explicou Guerreiro no dia 24, é que as teles fixas que eventualmente entrem na disputa poderiam ter que apresentar os documentos dos itens 4.2 e 4.2.1 posteriormente, caso a liminar da Animec fosse cassada ou o mérito decidido em favor da Anatel. E isso apenas para as concessionárias de telefonia fixa. Aparentemente, portanto, a pressa da Anatel em cassar a liminar era mais para evitar dano à imagem do processo de venda das licenças, situação que definitivamente se deteriorou quando apareceu uma outra liminar muito mais grave, a de Fábio Merlin, que suspendeu o processo como um todo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top