OUTROS DESTAQUES
Santos foi a terceira opção
quarta-feira, 03 de Janeiro de 2001 , 22h40 | POR REDAÇÃO

Fonte dos fundos de pensão reclama principalmente da falta de tempo hábil para se conhecer o executivo indicado pelo banco – o que já fez com que as reuniões dos conselhos fossem atrasadas em uma semana. Antes do nome de Santos ser aprovado pela Telpart, holding que controla as duas operadoras, as fundações já haviam vetado a nomeação de João Cox, indicado pelo Opportunity. Propuseram, por sua vez, o nome de Gunnar Vikberg, da TIW, que foi vetado pelo Opportunity.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top