OUTROS DESTAQUES
Ericsson está de olho no padrão de TV digital
quinta-feira, 09 de novembro de 2000 , 20h03 | POR REDAÇÃO

A Anatel precisa ter bom-senso para escolher o padrão de TV digital que será utilizado no Brasil, levando em consideração um padrão único para a América do Sul. A opinião é do presidente do conselho de administração da Ericsson, Carlos de Paiva Lopes, que justifica: "Como o Brasil representa 50% da região, com um padrão único as indústrias brasileiras poderão exportar para os países vizinhos." A produção de televisores com o padrão PAL-M deverá atingir 5 milhões de unidades neste ano, diz Paiva Lopes, o que já justifica escala suficiente para a fabricação local de componentes para a indústria de entretenimento, por exemplo, como conectores e retificadores. Estes itens eram produzidos localmente mas foram suspensos por falta de volume. Agora, argumenta o executivo, poderiam voltar. A Anatel vem testando a tecnologia de transmissão terrestre para o padrão digital e deverá escolher entre o japonês (ISDB-T), o europeu (DVB-T) ou o norte-americano (ATSC).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top