OUTROS DESTAQUES
Venda pode significar mudança de estratégia do Opportunity
quarta-feira, 18 de outubro de 2000 , 22h05 | POR REDAÇÃO

A mesma fonte chama a atenção para o fato de esta ser a primeira vez que o banco Opportunity anuncia a sua intenção de se retirar de um negócio de telefonia, após ter conseguido entrar como sócio de teles fixas e celulares em quase todo o território nacional. "O banco está vendo que não pode ganhar em todos os jogos que disputa. Começou vendendo as operadoras da banda B, que não são rentáveis. Mas tem conflitos societários na banda A (disputa com a TIW e os fundo de pensão na Telemig Celular e Amazônia Celular) e na telefonia fixa, o que obrigará sua saída ou da Telemar ou da Brasil Telecom", diz a fonte. Como as operadoras da banda A também podem ser entendidas como propriedades secundárias, o banco terá de apostar na telefonia fixa para manter sua estratégia de grande cobertura nacional. "Neste caso, é provável que o Opportunity só não se desfaça da Brasil Telecom, na qual é sócio desde a privatização", analisa.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top