OUTROS DESTAQUES
Menor demanda reduz investimentos
quarta-feira, 18 de outubro de 2000 , 22h05 | POR REDAÇÃO

Os investimentos da Flextronics estão sendo feitos no Brasil em ritmo menos acelerado do que se previa anteriormente. Pelos planos iniciais, a idéia era ter três novas fábricas já em operação em vez de uma. Da demanda por produtos de telecomunicações prevista para após a privatização do setor, segundo a empresa, só 30% dos pedidos se confirmaram. Boa parte da produção, por falta de escala que compensasse a terceirização, acabou ficando nas linhas de montagens dos fornecedores. Os principais clientes mundiais da Flextronics são Ericsson, Lucent, Philips, Compaq, 3Com, HP e Cisco.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top