OUTROS DESTAQUES
Embratel defende carrier no SMP e critica modelo brasileiro
quinta-feira, 28 de setembro de 2000 , 19h48 | POR REDAÇÃO

Dan Crawford, presidente e representante da MCI no Conselho da Embratel, defendeu o atual modelo do SMP, que prevê a escolha de carrier para as ligações de longa distância. Ao defender o uso do código de seleção da prestadora (CSP), Crawford fez ainda uma crítica ao procedimento atual, chamando-o de inconsistente. "O Brasil é o único país onde existe uma maneira de discar de um telefone fixo e de um telefone móvel. Ao introduzir a seleção de prestadora para o SMP, a Anatel está simplificando a vida do usuário e unificando a regulamentação do setor". Sobre a diminuição das áreas de tarifação do STFC, Crawford disse que não teme uma perda de receita, uma vez que a Embratel está muito capacitada para oferecer estes serviços e não teme a concorrência. Sobre a possível participação nos leilões das bandas D e E, a Embratel afirmou que já está estudando o assunto e desenvolvendo seu business plan. No entanto, a definição só vai ocorrer depois que o regulamento for divulgado.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top