OUTROS DESTAQUES
Privacidade
Carga regulatória traz barreiras para ferramentas de perfil de risco
sexta-feira, 20 de outubro de 2017 , 19h48 | POR BRUNO DO AMARAL, DE MIAMI, A CONVITE DA WEDO

A área de gerenciamento de risco e de fluxo de receita pode trazer mais oportunidades para operadoras com a exploração de dados da base para personalização de serviços ofertados. Porém, com o peso regulatório no Brasil, há mais desafios para companhias que atuam nessa área, como a fornecedora desse tipo de solução, a WeDo Technologies.

A companhia lançou neste ano a ferramenta Digital Risk Profile, que rastreia o perfil do usuário em redes sociais e outras interações na Internet para enriquecer as informações que a empresa já tem do cliente. Segundo explica vice-presidente da WeDo Technologies na América do Norte, Thomas Steagall, no Brasil há a necessidade da conformidade com os índices de qualidade exigidos pela Anatel. "Lá precisam ser muito afiados, porque são muito regulados. Precisam lidar com isso rapidamente", declara. "No Brasil é um dos casos onde, se a tele tiver um KPI regulatório (metas) e falhar em alguns dos índices, a multa é enorme", completa o CTO da WeDo, João Resende.

Na visão da vice-presidente de vendas e marketing para a América Latina da WeDo, Bárbara Gurjão, no Brasil a ferramenta operaria com o requerimento de consentimento ativo (opt-in) do usuário para que seus dados sejam também buscados. Mas ela reconhece que a soma da carga regulatória atual com uma eventual aprovação da Lei de Proteção de Dados Pessoais poderia trazer alguns obstáculos. "Talvez atrapalhe um pouco o potencial do produto, mas, por outro lado, não vai atrapalhar meu negócio", afirma. "É uma coisa muito importante para a gente entrar. Nós, provedores de serviço, parceiros, precisamos estar nesse mundo. Se não, se a lei não permitir, muita gente vai ter problema", avalia.

O diretor de marketing e estratégia Bernardo Lucas garante que seria uma oportunidade também para os usuários. "As operadoras brasileiras têm um mercado novo digital, e nessas áreas podem ter melhor experiência de consumidor, com um propósito maior, de dar o melhor (ao usuário), como o e-commerce", compara.

Um exemplo atual do potencial de impacto é a regulação da União Europeia de proteção de dados, a General Data Protection Regulation (GPRD). Segundo conta o CEO da WeDo, Rui Paiva, é um cenário novo não apenas para operadoras, mas também para fornecedores e provedores de soluções. "Isso é completamente novo, nem o nosso jurídico sabe como lidar, ninguém sabe como funciona", explica. O ônus por não seguir as regras de privacidade pode ter um sabor amargo: multa calculada em 4% da receita anual da empresa.

Os executivos da empresa falaram durante coletiva de imprensa durante o evento Worldwide User Group, organizado pela companhia em Miami, Estados Unidos, nesta semana.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top