OUTROS DESTAQUES
TV DIGITAL
Desligamento analógico da TV aberta em Goiânia deve acontecer nesta quarta-feira
terça-feira, 20 de junho de 2017 , 15h43

Com 92% dos domicílios já recebendo o sinal digital da TV aberta, o desligamento do sinal analógico em Goiânia e mais 28 cidades do entorno deve ser confirmado para esta quarta-feira, 21. Os novos números da pesquisa foram apresentados ao Gired (grupo de implantação da digitalização) nesta terça-feira, 20, pelo Ibope Inteligência, empresa contratada pela Entidade Administradora da Digitalização (EAD) para aferir o grau de digitalização.

A data inicial para o switch-off analógico nos municípios era 31 de maio, mas a aferição da digitalização dos domicílios chegou a 88%, abaixo portanto dos 90% exigidos no decreto que regulamenta as condições de desligamento. O prazo foi então adiado para o dia 21 de junho.

A EAD superou também a quantidade de kits gratuitos (antena, conversor e controle remoto) distribuídos aos beneficiários dos programas sociais do governo federal. Em vez dos 295,2 mil previstos inicialmente, foram entregues mais de 400 mil, alcançando o percentual de 135%. E esse número deve crescer ainda mais, já que a distribuição permanecerá por 45 dias após o desligamento do sinal analógico.

Por determinação do Gired, os canais abertos que tiverem o sinal analógico desligado deverão ainda apresentar na tela durante 30 dias uma cartela informativa para que o telespectador seja informado do fim das transmissões analógicas. De acordo com o levantamento, Goiânia conta com 505,5 mil domicílios, enquanto os municípios do entorno somam 465,7 mil.

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top