OUTROS DESTAQUES
Satélites
Inmarsat lança serviço de voz
sexta-feira, 20 de abril de 2007 , 11h23 | POR FERNANDO PAIVA

A Inmarsat decidiu entrar no mercado de serviços de voz via satélite e concorrer diretamente com Globalstar e Iridium. A empresa, que até então se dedicava mais ao provimento de capacidade para serviços de dados via satélite, fechou parceria com a operadora de satélites asiática Aces. O serviço com telefones via satélite já está em operação na Ásia dentro da cobertura da Aces e será expandido para Europa e Oriente Médio até o fim do ano usando o satélite F1 da Inmarsat. O lançamento nas Américas acontecerá em meados do ano que vem, com a adesão do F2 da Inmarsat.
Inicialmente está sendo usado um telefone fabricado pela Ericsson, mas outras empresas também irão produzir modelos para o serviço. A vantagem do serviço da Inmarsat frente aos concorrentes estará no preço. A meta é que o terminal custe em torno de US$ 500 e o custo por minuto seja inferior a US$ 1. ?A Globalstar e a Iridium usam satélites de baixa órbita. Precisam de uma frota grande para cobrir o mundo inteiro, o que custa caro. A Inmarsat está bem posicionada financeiramente e precisa de apenas dois satélites geo-estacionários para cobrir 85% da massa terrestre?, compara o vice-presidente para as Américas da Inmarsat, Svante Hjorth. A desvantangem de se usar satélites geo-estacionários para serviços de voz é o delay maior na ligação. Mas Hjorth garante que esse problema tem diminuído graças a recentes avanços tecnológicos.

Bgan

Os satélites F1 e F2 fazem parte da frota Inmarsat-4 e também são usados para o serviço de banda larga satelital da companhia, batizado de Bgan (Broadband Global Area Network), que alcança velocidades de até 492 Kbps. O Bgan foi lançado em abril do ano passado e já tem 10 mil clientes no mundo inteiro. No Brasil, ainda não é comercializado pois os distribuidores aguardam autorização da Anatel, o que deve acontecer dentro de poucos meses. Em vários outros mercados importantes da América Latina a Inmarsat já conseguiu autorização para o Bgan, como México, Argentina, Chile e Colômbia.
Até o final do ano a Inmarsat pretende lançar as versões do Bgan para uso em alto mar e dentro de aviões, batizadas de Fleet Broadband e Swift Broadband, respectivamente. Em 2008, a Inmarsat lançará mais um satélite, o F3, para completar sua cobertura em áreas do oceano Pacífico principalmente.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top