OUTROS DESTAQUES
TELEFONIA FIXA
Telefonia fixa segue a tendência de declínio
terça-feira, 20 de março de 2018 , 20h12 | POR REDAÇÃO

O Serviço de Telefonia Fixa voltou a ter um novo recuo no mês de fevereiro. Segundo dados da Anatel, todas as operadoras juntas registraram 40.550.669 linhas em serviço. Na comparação com o mês anterior, a redução foi de 144.900 linhas, praticamente sem variação percentual. Da mesma forma, nos últimos 12 meses, a telefonia fixa como um todo apresentou redução de 1.146.444 (ou 0,03%) acessos.

De acordo com a Anatel, em comparação com janeiro de 2018, o total de 17.112.795 linhas fixas registradas pelas autorizadas do serviço em fevereiro representaram uma queda de 36.534 linhas (redução de 0,21%), e as concessionárias, com 23.437.874 linhas, tiveram redução de 108.366 linhas (ou 0,46%). Nos últimos 12 meses, as empresas autorizadas apresentaram menos 67.500 linhas (recuo de 0,39%). Ao mesmo tempo as concessionárias perderam 1.078.944 linhas (menos 4,40%).

Nas autorizadas da telefonia fixa, em números absolutos, a Vivo apresentou o maior aumento com mais 15.603 linhas fixas (0,33%) em fevereiro de 2018 com relação à janeiro. A maior redução ocorreu na Claro, menos 19.484 linhas (redução de 0,18%). Nos últimos 12 meses, a Algar Telecom liderou o crescimento, com mais 85.183 linhas fixas (aumento de 33,17%), e a maior redução ocorreu na Claro, menos 200.156 linhas fixas (redução de 1,82%).

Entre as concessionarias a Oi apresentou a maior redução no mês de fevereiro de 2018 comparado à janeiro, com menos 93.942 linhas fixas (diminuição de 0,71%). Na comparação com fevereiro de 2017, a Algar Telecom registrou o maior crescimento, mais 20.133 linhas (2,73%). Novamente, a maior redução ocorreu na Oi, menos 901.677 linhas (declínio de 6,41%).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top