OUTROS DESTAQUES
Aumento do risco Brasil
quarta-feira, 26 de Maio de 1999 , 22h03 | POR REDAÇÃO

Apesar do setor de telecomunicações brasileiro continuar sendo considerado o de maior rentabilidade do mundo ( margem operacional de 45% a 50%, contra média de 30% a 32%), as cotações dos seus papéis no mercado continuará sendo prejudicada, nas próximas semanas, pelo aumento do risco Brasil. Estão em alta as taxas de desconto (KE), que confrontam o capital líquido das empresas com outros indicadores do "preço do país" (o spread over Treasury e o Beta). O KE, que em janeiro chegou a 30%; e que estava em 20% antes do início da crise argentina, estaria agora em 22%. Gestores de risco avaliam que a taxa de risco do Brasil esteja caminhando para alguma coisa como 850 basic points acima dos Treasury Bonds americanos de 30 anos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top