OUTROS DESTAQUES
Lucent não será privilegiada como fornecedora
sexta-feira, 21 de Maio de 1999 , 19h31 | POR REDAÇÃO

Sobre o processo de compras, Virgílio Freire disse que a Lucent não será privilegiada; apenas terá oportunidades. No caso dos fornecedores nacionais, afirmou que cumprirá "com boa fé" o artigo 15.8. Opinou que a questão é delicada, está sujeita a várias interpretações, mas que a reserva de mercado não interessa a ninguém. José Roberto Campos concorda com Freire e cita um exemplo: "O que a Nec ganhou com a ida de seu presidente (Gilberto Geraldo Garbi) para a presidência da Canbrá?" (nenhum contrato, por enquanto).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top