OUTROS DESTAQUES
Aparelho grátis representa perigo para a operadora
quarta-feira, 09 de setembro de 1998 , 23h30 | POR REDAÇÃO

O diretor da Tess não vê com bons olhos o fornecimento de aparelhos grátis para os clientes, como algumas operadoras fazem fora do Brasil. Segundo Vanderlei Rigatieri, para arcar com o custo a empresa geralmente aumenta a tarifa da chamada, o que não considera uma boa estratégia. Além disso, o executivo não quer outras fontes de despesa pois acredita que no Brasil a tarifa do roaming possa vir a ser equiparada à tarifa local, como acontece na Venezuela, exigindo que as operadoras banquem esta operação. "Como cobrir o custo, se isto também acontecer aqui?", questiona o diretor.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top