OUTROS DESTAQUES
Operadoras privadas têm prejuízo
quarta-feira, 15 de julho de 1998 , 22h55 | POR REDAÇÃO

A BCP decidiu cobrar o ICMS dos seus assinantes depois de ter feito (e cobrado) a habilitação. Com isso, a taxa inicial passou de R$ 230 para R$ 314. A Americel, por sua vez, não cobrou nada de seus 85 mil assinantes já habilitados. A empresa prefere aguardar o parecer de seu departamento jurídico antes de se manifestar sobre o assunto e, por enquanto, segue habilitando os telefones sem cobrar nada além. A habilitação prevista no contrato da Americel é de R$162,71, mas a empresa vem praticando preços promocionais e habilitando por R$110. Considerado um valor médio de R$ 150, a Americel provavelmente deve aos estados da área 7 (GO, DF, MT, MS, RO, AC e TO) algo em torno de R$ 3 milhões. A CTBC Telecom também não se manifesta antes de conhecer a posição da Telebrás. A empresa tem quase 100 mil celulares habilitados. Sua habilitação já foi mais cara, mas hoje é de R$ 50. Num valor médio de R$ 100, a empresa provavelmente terá que pagar aos estados de sua área de cobertura R$ 2,5 milhões.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top