OUTROS DESTAQUES
Venda das ações preferenciais aos empregados
quarta-feira, 08 de julho de 1998 , 23h55 | POR REDAÇÃO

Segundo a superintendente da área de serviços de privatização do BNDES, Estela Palombo, havia ainda muita insatisfação dos empregados em relação à forma como as ações preferenciais estavam sendo oferecidas a eles. A mudança, segundo Palombo, vai permitir aos empregados comprar as ações com 20% de entrada e o restante financiado em 12 parcelas trimestrais, o que dá três anos de prazo para o pagamento, depois de dois anos de carência. "Assim, o processo de privatização da Telebrás, em relação aos empregados, vai seguir os mesmos critérios adotados nas outras privatizações já realizadas", explica. Os 20% de entrada também serão financiados pelo BNDES. Além disso, os juros a serem acrescidos ao IGP-DI que incidirão sobre as parcelas financiadas caíram de 12% para 9%.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top