OUTROS DESTAQUES
Supremo suspende liminar, mas venda da CRT fica para sexta, dia 19
quarta-feira, 17 de junho de 1998 , 21h55 | POR REDAÇÃO

Mesmo com a decisão do ministro Celso de Mello, presidente do Supremo Tribunal Federal, de suspender a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul que impedia a realização do leilão da CRT, a venda da empresa foi novamente adiada, desta vez para sexta, dia 19. A decisão ocorreu para dar mais tempo para as empresas interessadas depositarem suas garantias. Os possíveis interessados não aceitaram fazer nenhum tipo de depósito sem a certeza de que haveria o leilão. Como esta certeza só veio duas horas antes do prazo final, ficou decidido prorrogar o prazo até as 18 horas desta quinta, dia 18.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top