OUTROS DESTAQUES
LEILÃO DE SOBRAS
Anatel publica adjudicação de lotes do leilão de sobras
terça-feira, 19 de abril de 2016 , 15h41

A Comissão Especial da licitação das sobras de frequências de 1,8 GHz, 1,9 GHz e 2,5 GHz publicou, nesta terça-feira, 19, a adjudicação de todos os lotes tipos A, B e C que não tiveram vícios formais ou que não foram objetos de recursos. A relação traz as aquisições das grandes operadoras Algar, Claro, Nextel, Sercomtel, Telefônica e TIM.

Ao todo, 90 empresas das 357 que participaram do leilão foram contempladas. E do total de lotes do tipo C, foram adjudicados 1.464 em 876 municípios. A lista segue agora para a procuradoria especializada da Anatel para parecer. Depois, será enviada ao Conselho Diretor da agência para homologação.

A Anatel arrecadou R$ 762,6 milhões com a venda do direito de exploração de 41 de um total de 89 lotes dos tipos A e B (FDD) no leilão de sobras das faixas de 1,8 GHz, 1,9 GHz e 2,5 GHz, realizado em dezembro do ano passado e R$ 89,9 milhões com os lotes tipo C. No total, a agência levou R$ 852,6 milhões. A Nextel  pagou mais caro na licitação, mas ficou com o "filé", o lote de 10+10 MHz da faixa de 1,8 GHz em São Paulo, a frequência que pertencia a Unicel. O objetivo da empresa é a oferta de 4G no estado.

Notificação

A Comissão Espacial de licitação também publicou, nesta terça-feira, uma relação com cerca de 150 provedores, que tiveram lances vencedores no leilão das sobras em lotes tipo C (banda larga fixa em 4G), mas que estão com a documentação incompleta. A agência já tentou convocar essas pequenas empresas por ofícios, que acabaram retornando.

Com essa nova notificação, as empresas ganham mais três dias de prazo para apresentar os documentos que faltam sob pena de desclassificação. A entrega deve ser feita na sede da Anatel em Brasília.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top