OUTROS DESTAQUES
TRIBUTOS
Camara-e.net quer derrubar definitivamente a cláusula do Confaz para comércio eletrônico
sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016 , 15h27

A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) apresentará ao ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), pedido para atuar como "amicus curiae" no processo sobre as novas regras do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para vendas pela Internet. Sendo amicus curiae, a entidade pode agir como uma espécie de interventor no processo, apresentando diretamente argumentos que convençam o STF a julgar a ilegalidade do Convênio do Confaz.

Na última terça-feira, o ministro Toffoli acolheu o argumento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) movida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e concedeu liminar desobrigando as micro e pequenas empresas do Simples Nacional a recolher o ICMS pelas novas regras de partilha entre Estados de origem e destino.

As novas regras aumentaram a burocracia das empresas para o pagamento do imposto e elevaram em até 74% a carga tributária das PMEs, afirma o presidente da entidade, Ludovino Lopes. Uma sondagem feita com pequenos e médios empresários do comércio eletrônico revelou que quase um terço dos participantes tinha suspendido as vendas interestaduais depois que as regras entraram em vigor, em 1º de janeiro.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Carlos Guerra Godoy disse:

    Soh mesmo mentes subdesenvolvidas poderiam criar um sistema destes!

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
[events_list country="pt-br" date_format="F" limit="1" category="18346"]
#_EVENTEXCERPT
#j de #F #@_{ \a j \d\e F }
#_LOCATIONNAME, #_LOCATIONSTATE, #_LOCATIONCOUNTRY
[/events_list]
Top