OUTROS DESTAQUES
Venda da Embratel
Consórcio das teles detalha proposta para Eunício
quinta-feira, 18 de Março de 2004 , 15h00 | POR REDAÇÃO

Representantes das três concessionárias de telefonia fixa (Brasil Telecom, Telefônica e Telemar) forneceram ao ministro das Comunicações, Eunício Oliveira, detalhes da proposta da Calais (consórcio formado entre Geodex e teles locais) para a compra da Embratel, em encontro mantido no Minicom nesta quinta, dia 18. "Nós viemos exclusivamente em respeito ao ministro, que é o representante do governo a quem nós, concessionárias, prestamos conta, para explicar como se compõe a estrutura da nossa proposta e porque nós estamos no processo, que é legítimo, legal e desejável do ponto de vista da sociedade e da competitividade", afirmou Octávio Marques de Azevedo, presidente do Conselho de Administração da Telemar.
Apesar do anúncio da MCI de que foi aceita a proposta de compra da Embratel pela mexicana Telmex, as concessionárias ainda não se consideram fora do páreo. O executivo se mostrou bastante contrariado, afirmando que há muita desinformação a respeito da proposta da Calais. Octávio Marques de Azevedo disse ainda que é intenção do consórcio apresentar à Corte de Falências dos Estados Unidos e ao Comitê de Credores a sua proposta. Mas ele explicou que só se pode apresentar a proposta à Corte de Falências se houver um pedido do juiz. Em relação a um possível apoio do governo brasileiro à proposta da Geodex e das concessionárias, Marques de Azevedo disse: "Não há o que ajudar. Quem pode nos inserir no processo é um juiz da corte dos Estados Unidos".
Segundo o representante da Telemar, a Calais é 100% controlada pela Geodex, que por sua vez é controlada pela Goldman Sachs, Credit Suisse e Unibanco. Ele negou que a GP controle ou tenha controlado a Geodex. As concessionárias locais possuem 100% das ações preferenciais da nova empresa. O Unibanco, por sua vez, já declarou ao Jornal Valor que não é o acionista, e que serve apenas de depositário de investimentos de outras instituições.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top