OUTROS DESTAQUES
Internacional
Principais empresas de TV paga dos EUA perderam 470 mil assinantes no segundo trimestre
segunda-feira, 17 de agosto de 2015 , 17h26

Mais um relatório aponta retração na base de assinantes de TV por Assinatura nos Estados Unidos no segundo trimestre deste ano. De acordo com o Leitchman Research Group, as 13 principais companhias do setor, com cerca de 95% do mercado, perderam 470 mil assinantes no período. Em comparação com os 305 mil assinantes perdidos no mesmo período do ano anterior, o valor aponta para um crescimento de mais de 50% no ritmo de retração da base de assinantes.

O relatório aponta para uma melhora no setor de cabo, que reduziu a perda no número de assinantes de 510 mil em 2014 para 260 mil neste ano. Em compensação, as operadoras de satélite perderam 214 mil assinantes, mais que o triplo dos 78 mil do ano anterior. Operadoras de IPTV, por sua vez, registraram redução no ritmo de crescimento. Com 4 mil novos assinantes, elas tiveram seu pior segundo trimestre desde 2006, quando o serviço passou a ser ofertado.

No balanço dos últimos doze meses, o setor de TV paga naquele país registrou perda de 370 mil assinantes, em comparação com redução de cinco mil registrada no ano anterior.

Os principais provedores de TV por assinatura do país agora contam com 94,9 milhões de assinantes, com cerda de 49 milhões em operadoras de cabo, 34,2 milhões em serviços de satélite e 11,7 milhões em IPTV. Com base combinada de 26,3 milhões de assinantes AT&T e DirecTV passam a deter a maior operação de TV paga do país, seguidas de Comcast (22,3 milhões) e Dish Network (13,9 milhões)

Pior segundo trimestre

Na última semana, a SNL Kagan já havia publicado relatório estimando perda de 625 mil assinantes. De acordo com a empresa, esse seria o pior resultado na história do setor. Até então, o pior resultado para o período havia sido registrado em 2011, quando o setor perdeu 441 mil assinantes no segundo trimestre.

A empresa de pesquisas estimou que os serviços de cabo, fibra e satélite agora tenham, juntos, 100,4 milhões de assinantes. A concorrência com serviços OTT e o aumento no número de cord-cutters foram apontadas como as principais causas para o resultado negativo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top