OUTROS DESTAQUES
Métrica
Qualidade da banda larga fixa caiu em 2014, aponta Anatel
sexta-feira, 17 de julho de 2015 , 16h14 | POR LÚCIA BERBERT

A qualidade da banda larga fixa caiu em 2014, na comparação com os resultados obtidos em 2013 e 2012, conforme mostra relatório da Anatel divulgado nesta sexta, 17. De acordo com o apurado, dez empresas que detêm mais de 50 mil assinantes cumpriram, no ano passado, 67,9% das metas estabelecidas em regulamento de qualidade do serviço, ante 70,55% atendidas em 2013 e 10,94% alcançadas em 2012. Entre as operadoras, o pior resultado foi da Vivo, que cumpriu apenas 28,1% dos indicadores, enquanto a Cabo Telecom, que atua apenas em dois municípios do Rio Grande do Norte, alcançou 94,9% das metas. Em 2013, o percentual atingido pela prestadora paulista foi de 40%.

A Sercomtel e a Algar, que também têm atuações limitadas, tiveram resultados melhores: 89,1% e 87,9%, respectivamente. A NET, que tem o maior número de assinantes (7,3 milhões) e atua em 25 estados cumpriu, em 2014, 85,4% dos indicadores de qualidade. Em 2013, também teve resultado melhor, de atingimento de 86,8% das metas.

A GVT, que oferta serviços em 21 estados, cumpriu em 2014 83,6% dos indicadores de qualidade exigidos pela Anatel. No ano anterior, esse percentual foi de 84,5%. A Embratel, que oferece o serviço em todos os estados, mas que tem 220 mil assinantes, alcançou o percentual de cumprimento das metas de 69%. Em 2013, o desempenho da empresa foi igualmente melhor, de 79,5% das metas alcançadas.

A TIM Live, com presença restrita a dois estados, cumpriu em 2014 65,5% das metas de qualidade ante 67,9% alcançados no ano anterior. A Sky, que oferta banda larga fixa por meio da tecnologia LTE e atua em 18 estados, cumpriu 58,5% dos indicadores. E a Oi, que atua em 26 estados (com exceção de São Paulo), obteve índice de cumprimento das metas de 46,3%, resultado melhor que dos anos anteriores: 45,3% em 2013 e 37,6% em 2012.

O regulamento de qualidade do SCM estabelece 14 indicadores de qualidade, que vão desde taxa de reclamações, passando por velocidades média e instantânea até taxa de resposta ao assinante. Para os casos em que o indicador demonstra desempenho inferior a meta estabelecida, a Anatel instaura Procedimento de Apuração de Descumprimento de Obrigações (PADO) em desfavor da prestadora.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top