OUTROS DESTAQUES
Estratégia
Rio de Janeiro é o estado onde a Oi mais investiu no primeiro semestre
quinta-feira, 16 de agosto de 2018 , 17h18

A Oi divulgou os investimentos efetuados no primeiro semestre de acordo com cada estado no País. O Rio de Janeiro continua sendo a região alvo de maior destinação de recursos: foram R$ 569,2 milhões no período, um crescimento de 11% em comparação com o mesmo período no ano passado e representando 22,81% do total de R$ 2,495 bilhões de Capex da empresa no Brasil. A companhia implantou 59 novos sites de telefonia móvel, além de ampliar e modernizar 273 outros sites, o que contribuiu para a cobertura 4G da operadora chegar a 35 cidades fluminenses. Além disso, foram adicionadas 22.339 portas para o serviço de banda larga fixa.

O segundo estado a receber mais investimentos da Oi foi Minas Gerais, com R$ 191,2 milhões nos primeiros seis meses do ano, um avanço de 9% em relação a 2017. A quantia foi empregada para implantar 34 novos sites móveis, com outros 1.116 ampliados ou modernizados, ajudando a oferecer LTE em 76 cidades. A companhia ainda adicionou 10.443 novas portas do serviço de banda larga fixa.

Com R$ 155,9 milhões investidos, a Bahia foi o estado da região Nordeste onde a operadora mais investiu no período. O total representa um crescimento de 56% em relação ao investido na primeira metade de 2017, e serviu para implantar 149 novos sites, ampliar e modernizar 476 outros sites, e adicionar 4.704 portas de banda larga fixa. A cobertura 4G atinge 99 cidades baianas.

Por sua vez, o Rio Grande do Sul foi o estado da região Sul com maior Capex, totalizando R$ 132 milhões, um avanço de 4% no comparativo anual. A operadora implantou oito sites e ampliou ou modernizou 251 sites, chegando a 48 cidades com LTE. A companhia ainda adicionou 8.534 novas portas de banda larga fixa.

A Oi investiu nas demais unidades federativas o seguinte (apenas algumas UFs tiveram taxa de crescimento discriminado): Acre (R$ 8,8 milhões, aumento de 14%); Alagoas (R$ 12,7 milhões, avanço de 35%); Amazonas (R$ 21,5 milhões, avanço de 35%); Amapá (R$ 4,1 milhões); Ceará (R$ 80,4 milhões, avanço de 41%); Distrito Federal (R$ 67,3 milhões); Espírito Santo (R$ 29,3 milhões, aumento de 23%); Goiás (R$ 48,4 milhões), Maranhão (R$ 41,6 milhões, aumento de 31%); Mato Grosso do Sul (R$ 15,6 milhões, crescimento de 17%); Mato Grosso (R$ 30,9 milhões, avanço de 18%); Pará (R$ 43,5 milhões); Paraíba (R$ 14,6 milhões); Pernambuco (R$ 83,5 milhões, crescimento de 50%); Piauí (R$ 17,4 milhões); Paraná (R$ 95,9 milhões); Rio Grande do Norte (R$ 22,1 milhões, avanço de 112%); Rondônia (R$ 20,6 milhões, aumento de 37%); Roraima (R$ 3,6 milhões); Santa Catarina (R$ 59,7 milhões); São Paulo (R$ 50,5 milhões); Tocantins (R$ 14,5 milhões, aumento de 30%).

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Erick Nilson Correa e Nilson disse:

    Investir em fibra e 4G vai fazer a Oi voltar a brigar com força. Avante Oi!

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top