OUTROS DESTAQUES
Espectro
Anatel quer acabar com interferências na TV via satélite
quinta-feira, 16 de julho de 2015 , 17h44 | POR LÚCIA BERBERT

Os sistemas digitais para aplicações ponto-a-ponto fora dos padrões estabelecidos, que usam a faixa de 10,7 GHz a 11,7 GHz, passam a operar em caráter secundário, segundo ato publicado pela Anatel nesta quinta, 16. O objetivo é acabar com a interferência que esses sistemas do serviço móvel acarretam na recepção da TV por assinatura via satélite em banda Ku.

De acordo com informações da Superintendência de Outorga e Recursos à Prestação da agência, com o crescimento do serviço de TV por DTH, foram notadas interferências na recepção de TV via satélite, provenientes dos enlaces terrestres ponto-a-ponto. A Anatel constatou que muitos dos enlaces nesta faixa foram instalados com uma distância muito pequena entre o transmissor e o receptor, proporcionando o uso de antenas e potências de transmissão que facilitavam a ocorrência de interferências na recepção do serviço de TV nas residências.

Com o intuito de permitir uma convivência harmônica entre os serviços de telecomunicações operando em caráter primário foi publicada, em 02 de julho de 2012, a Portaria Anatel nº 600, que estabeleceu a distância mínima de implantação de rádio enlaces ponto-a-ponto para sistemas digitais terrestres de 12 km. Além disso, foi determinado prazo de três anos, que já expirou, para que os enlaces instalados em distâncias menores que a estabelecida se adequassem e que, caso a adequação não ocorresse, tais sistemas poderiam passar a operar em caráter secundário, conforme parecer da área responsável pela engenharia do espectro de radiofrequências da agência.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top