OUTROS DESTAQUES
Freqüência e divisão de áreas definirão concorrência
quarta-feira, 16 de fevereiro de 2000 , 22h53 | POR REDAÇÃO

O rumo do mercado de PCS está condicionado basicamente a duas decisões da Anatel: a freqüência de transmissão (entre 1,8 GHz e 1,9 GHz) e a divisão de áreas por licença. No caso da escolha da freqüência recair sobre a de 1,8 GHz, o GSM será a única tecnologia adotada, podendo atrair principalmente grandes operadoras estrangeiras que já a utilizam, como a Omnipoint, dos Estados Unidos, e Vodafone, do Reino Unido. Em contrapartida, outros grandes players como as norte-americanas AT&T e GTE viriam para o Brasil se determinada a freqüência de 1,9 GHz (que possibilitaria o uso das três tecnologias).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top