OUTROS DESTAQUES
STFC
Brasil tem redução no número de linhas fixas em novembro
terça-feira, 16 de janeiro de 2018 , 19h53 | POR ANDRÉ SILVEIRA

No mês de novembro de 2017, a telefonia fixa registrou 40.862.847 linhas em serviço, menos 135.964 linhas em relação a outubro (queda de 0,33%). Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 16, pela Anatel. De acordo com a agência, as operadoras autorizadas do serviço totalizaram 17.104.036 linhas fixas no mês, queda de 61.546 linhas (0,36%), e as concessionárias 23.758.811 linhas, redução de 74.418 linhas (0,31%). Nos últimos 12 meses, no Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) houve uma redução de 1.328.488 linhas fixa no país (3,15%). As empresas autorizadas apresentaram menos 214.013 linhas (1,24%). Ao mesmo tempo as concessionárias perderam 1.114.475 linhas (4,48%).

Em números absolutos, nas empresas autorizadas, a Claro (incluindo Embratel e Net) apresentou o maior aumento de terminais, 18.579 linhas fixas  (avanço de 0,17%) em novembro de 2017 quando comparado a outubro. A maior redução ocorreu na TIM, menos 44.775 linhas (queda de 6,23%). Nos últimos doze meses, a Algar Telecom liderou o crescimento em termos tanto absolutos quanto percentuais, mais 80.352 (32,69%). Em números absolutos, a maior redução no número de terminais ocorreu na Claro, menos 293.399 linhas fixas (redução de 2,62%).

Entre as concessionárias da telefonia fixa, a Vivo apresentou o maior crescimento em novembro comparado ao mês de outubro: 20.998 novas linhas fixas (avanço de 0,22%). A Oi apresentou a maior redução, menos de 95.681 linhas (0,71%). Na comparação com novembro do ano passado, a Algar Telecom apresentou o maior crescimento com aumento de 21.960 linhas fixas (3,00%) e a maior redução novamente foi registrada pela prestadora Oi com menos 831.237 linhas (5,84%).

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Erick disse:

    Ainda preciso de um fixo em casa. Nao moro com meus pais e preciso falar com eles todos os dias, aí preciso de um fixo emcasa para falar com eles.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top