OUTROS DESTAQUES
Mercado
TIM aprova oferta pública de ações no valor de aproximadamente R$ 1,7 bilhão
quinta-feira, 15 de setembro de 2011 , 09h32 | POR REDAÇÃO

A TIM Participações informou ao mercado ter aprovado, em reunião do conselho de administração realizada nesta quarta, 14, a realização de uma oferta pública de ações na quantidade de 190.796.858 ações ordinárias, o que representaria uma capitalização de aproximadamente R$ 1,7 bilhão aos valores de fechamento de ontem. Segundo o comunicado, são "ações nominativas, escriturais, sem valor nominal, livres e desembaraçadas de quaisquer ônus ou gravames, inclusive sob a forma de American Depositary Shares (“ADS”), representadas por American Depositary Receipts (“ADR”), também livres e desembaraçados de quaisquer ônus ou gravames, a ser realizada simultaneamente no Brasil e no exterior (“Oferta Pública”), cuja ata será protocolada perante a CVM em 14 de setembro de 2011".

A oferta será realizada, portanto, simultaneamente no Brasil e no exterior e, segundo comunicado da controladora Telecom Italia, tem como objetivo aumentar o capital da companhia brasileira para financiar o desenvolvimento e expansão da infraestrutura de redes fixa e móvel da TIM no País, previstos no Plano Industrial da empresa, e também será destinado à operação da recém adquiria AES Atimus para “permitir que a TIM Brasil abrace as substanciais oportunidades de negócio oferecidas pelo mercado brasileiro de telecomunicações”.

Ainda no comunicado, a Telecom Italia, que controla a TIM Part. com 66,94% das ações ordinárias, assegurou que fará a subscrição integral do aumento de capital de modo a não diminuir sua participação na operadora brasileira. “Ao apoiar a operação, a Telecom Italia confirma o papel estratégico do Brasil como um mercado-chave para o grupo.”

Oficialmente, o valor do aumento de capital só será definido após o resultado do procedimento de coleta de intenções de investimento (bookbuilding), mas o jornal italiano Il Sole 24 Ore desta quinta traz a informação de que o valor girará entre 550 e 700 milhões de euros .

Os acionistas detentores de ações ordinárias da companhia deverão realizar o pedido de reserva da oferta primária entre os dias 22 e 29 de setembro deste ano. Pelo cronograma da empresa, o processo de bookbuilding será encerrado no dia 3 de outubro, quando então o preço por ação deve ser fixado.

A oferta prevê ainda uma margem de 15% em ações adicionais, incluindo ADS, no mesmo valor e condições da oferta primária, para atender a um eventual excesso de demanda. As negociações das ações na Bovespa terão início dia 6 de outubro.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top