OUTROS DESTAQUES
Balanço financeiro
Telebras avança na receita, mas prejuízo aumenta no trimestre
terça-feira, 15 de Maio de 2018 , 18h26

A receita operacional líquida da Telebras cresceu 86,67% no primeiro trimestre deste ano e totalizou R$ 30,558 milhões. Desse total, os serviços de comunicação multimídia totalizaram R$ 40,594 milhões, um aumento de 85,1%. Por outro lado, a companhia aumentou em 0,79% o prejuízo líquido no trimestre, somando R$ 62,669 milhões. Os dados foram divulgados pela companhia nesta terça, 15, em balanço financeiro.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBTIDA) foi negativo, resultando em prejuízo de R$ 42,694 milhões, resultado 35,5% acima do apresentado no primeiro trimestre de 2017. A margem EBTIDA ficou negativa em 139,7%, uma redução de 27,4%. A companhia diz que se trata de consequência do aumento da receita operacional líquida e dos custos e despesas operacionais. O resultado financeiro da empresa foi negativo em R$ 3,972 milhões, uma redução de 75,17%.

Chama atenção os custos do meio de conexão e transmissão, que no primeiro trimestre totalizaram R$ 20,4 milhões, um aumento de 484,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a Telebras, o crescimento de quase seis vezes é explicado pelo provisionamento de custos de aquisição de meio de conexão e transmissão (EILD) junto à Oi e à Vivo para "atendimento às novas demandas, principalmente, dos contratos de prestação e serviços de Internet para a Dataprev e Ministério do Trabalho".

A dívida líquida da Telebras em março deste ano era de R$ 274,624 milhões, um aumento de 86,5% comparado a 2017. O aumento foi motivado pelo maior fluxo de caixa negativo em função de pagamentos, diz a Telebras. E também por redução de aportes financeiros por parte da União para aplicação nos projetos do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC), o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) e cabos submarinos.

A companhia investiu R$ 69,2 milhões no primeiro trimestre, aumento de 174,5%. O SGDC recebeu 83,8% do total (contra 73,9% em 2017), enquanto o PNBL recebeu 24,9% dos recursos (22,9% no primeiro trimestre de 2017).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top