OUTROS DESTAQUES
Nova Oi
Oi adia divulgação de resultados, mas antecipa EBITDA e caixa
terça-feira, 15 de maio de 2018 , 11h51

A Oi adiou a divulgação do seu resultado financeiro do primeiro trimestre deste ano. A companhia publicaria o balanço nesta terça-feira, 15, mas resolveu remarcar para duas semanas depois, no dia 28. Segundo a empresa em fato relevante, o motivo foi uma reavaliação conjunta com auditores independentes em relação ao "momento adequado para o reconhecimento contábil da reestruturação da dívida" nos termos do Plano de Recuperação Judicial.

Para "garantir a estabilidade das expectativas do mercado", a companhia reiterou que o patrimônio líquido voltou a ser positivo em 31 de março deste ano e divulgou indicadores financeiros preliminares referentes aos primeiros três meses do ano e com base ainda não revisada por auditores.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBTIDA) da empresa foi de R$ 1,56 bilhão, redução de 9,46% em relação ao registrado no primeiro trimestre de 2017.

A companhia ainda gerou caixa de R$ 6,22 bilhões no período. Trata-se de uma redução de 19,21% no comparativo com o ano passado.

Mais tempo

Trouxeram impacto o reconhecimento do valor justo das dívidas (bancos, agências de crédito a exportação e bondholders não qualificados), o reconhecimento do valor justo da dívida alocado na cláusula geral de pagamento (cláusula 4.3.6 do plano) e reconhecimento da conversão da dívida dos bondholders qualificados em ações. Neste último caso, a Oi entendeu que seria necessária a realização de análises mais detalhadas pelos auditores independentes, o que justificaria a prorrogação da divulgação do resultado financeiro.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Erick disse:

    A Oi precisa investir em 4G e fibra para voltar a crescer…

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top