OUTROS DESTAQUES
Indústria
Abinee e Apex assinam convênio para aumentar exportação aproveitando câmbio favorável
sexta-feira, 15 de abril de 2016 , 17h05

A Associação Brasileira das Indústrias Elétricas e Eletrônicas (Abinee) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) assinaram nesta sexta-feira, 15, em São Paulo, convênio para realizar o Projeto de Apoio às Exportações do Setor Eletroeletrônico. A parceria já conta com 40 empresas participantes de áreas como automação industrial, informática, componentes elétricos e eletrônicos e telecomunicações, dentre outras. Segundo as entidades, a ideia é poder garantir um reforço nas exportações, aproveitando o momento de valorização do dólar frente ao real. Segundo pesquisa da Abinee, 75% das empresas do setor eletroeletrônico estão ampliando suas vendas externas em decorrência do câmbio favorável.

A expectativa é que, com o dólar em alta, produtos nacionais acabem ficando competitivos no mercado internacional. Em comunicado, o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato, destaca entretanto a necessidade de haver previsibilidade do câmbio para poder manter a atuação das empresas de forma perene.

A projeção da associação é de que as exportações do setor cresçam 5% neste ano, atingindo US$ 6,2 bilhões. Também por conta do câmbio, a participação das exportações no faturamento das empresas deve subir de 13,8% no ano passado para 17,8% em 2016.

A primeira ação do convênio com a Apex foi um Projeto Comprador, que reuniu empresas da África do Sul, Argentina, Colômbia e Moçambique para uma rodada de negócios no Brasil. As áreas de maior interesse no primeiro evento foram de materiais elétricos, segurança eletrônica e equipamentos voltados à infraestrutura. O convênio entre as duas entidades deverá fazer "missões internacionais" ainda este ano no México, Colômbia e países da África.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top