OUTROS DESTAQUES
Internet
Ministro promete incluir provedores na universalização da banda larga
sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 , 21h02 | POR IVONE SANTANA

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, garantiu a participação dos provedores de banda larga no projeto de universalização do acesso à internet em alta velocidade no País. O compromisso foi assumido durante reunião em Belo Horizonte, nesta sexta-feira, com entidades representantes de cerca de 2 mil provedores em todo o País. O encontro foi marcado pela Rede Global Info, que reúne mais de 650 provedores em cerca de 1,3 mil municípios, e falou também por outras cinco associações de internet e de Serviço de Comunicação Multimídia (SCM). A informação é do presidente da Rede Global, Jorge de La Rocque, que saiu esperançoso da reunião: ?Fiquei otimista porque agora sei que teremos um papel no novo processo (de regulamentação). O ministro não iria se comprometer na frente de todos, se não tivesse intenção de cumprir.?
De La Rocque disse que o segmento estava receoso de ser deixado à margem do novo plano de universalização da banda larga nas escolas, costurado com a proposta de fusão entre Brasil Telecom e Oi, pois não era mencionado nas discussões sobre o assunto. ?Era como se não tivéssemos importância.? Mas o ministro conseguiu empolgar os provedores ao dizer que era um grande problema para o poder público conseguir encontrar uma maneira de permitir a fusão preservando a história e o papel dos provedores independentes. O ministro teria dito que o grande papel das operadoras é levar o backhaul às portas das escolas. Aí seria preciso encontrar uma fórmula para incluir os provedores. Para isto, convidou o grupo a reunir-se no Ministério das Comunicações, em Brasília, para discutir propostas. A idéia é que a última milha fique com os provedores.
De La Rocque sabe que não será fácil, mas argumenta que cada um tem que ceder um pouco. ?Não temos a ingenuidade de pensar que as teles aceitarão isto gratuitamente. Elas têm uma história de desrespeito à competitividade. Mas o governo tem consciência da nossa força e agora criamos laços.? Em sua opinião, da forma como a fusão vem sendo conduzida, sem que tenham sido colocadas em prática importantes armas para a competição, como desagregação de redes e isonomia de preços para os provedores, há risco para o provimento de internet no País. E era isto que as entidades queriam destacar para o ministro.

Reunião partidária

Costa foi a Minas para participar do congresso estadual do PMDB, que discutiria as eleições municipais de 2008. A Rede Global agendou um encontro paralelo, do qual participaram o presidente nacional do PMDB, Michel Temer, o secretário geral da Frente Parlamentar Mista de Informática, Leonardo Humberto Bucher, entre outras autoridades e provedores.

Conselho consultivo

O ministro também prometeu em Minas que sairá em breve a nomeação de Ricardo Lopes Sanchez para o conselho consultivo da Anatel, para ocupar uma das cadeiras dos representantes de telecomunicações. Sanchez é presidente da Associação dos Pequenos Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrappit), que são os outorgados de SCM ou SLE. O Minicom publicou um edital de convocação para o conselho em 2006, quando Sanchez se inscreveu. Foi indicado pelo ministro em 2007, para mandato até 2010, mas não chegou a ser nomeado pelo Presidente da República. Agora, disse que está confiante de que sairá a nomeação, pois a Anatel precisa completar seu conselho para poder aprovar a fusão das teles, e faltam ainda outros membros.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top