OUTROS DESTAQUES
Internet das Coisas
T-Systems será MVNO de IoT usando rede da Claro/Embratel
segunda-feira, 15 de Janeiro de 2018 , 17h59

A T-Systems Brasil, braço da operadora alemã Deutsche Telekom para oferta de serviços corporativos e de TIC, vai atuar no Brasil como uma operadora móvel virtual (MVNO) especializada em Internet das Coisas. A companhia usará a rede da Embratel e da Claro, em um acordo anunciado nesta segunda-feira, 15, e que projeta a operação já para "início de 2018". A parceria deverá usar a conectividade, disponibilidade e qualidade de rede da brasileira para oferecer a plataforma de gestão e controle de comunicações máquina-a-máquina, a IoT Service Portal, que já é comercializada pela companhia alemã na Europa, Estados Unidos e China.

Em comunicado conjunto, a T-Systems ressalta a tendência de companhias de diferentes verticais, como setor automotivo, energia, saúde e transporte, de buscar operações internacionais "enfatizando a necessidade de integração das soluções locais de IoT com um contexto global". Como a utilização de roaming permanente não é permitida no Brasil pela Anatel, a parceria para criar uma MVNO indica uma solução localizada. A empresa conta desde 2003 também com outorga de serviço de comunicação multimídia no Brasil.

Vale ressaltar ainda que no site da T-Systems há a divulgação da IoT de banda estreita (NB-IoT) como solução de conectividade para a Europa. A companhia oferece pacotes com SIMcards ativados com 500 KB de franquia por dispositivo por mês (o consumo da tecnologia é baixo), utilizando a rede da Deutsche Telekom; serviços de gerenciamento de dados e dispositivos (hospedado na Alemanha); suporte a desenvolvimento coletivo ou individual para o "Cloud of Things"; e a utilização de APN privada ou túnel criptografado IPsec para "segurança extra" para aplicações.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top