OUTROS DESTAQUES
Tendência deve se firmar em bancos e grandes empresas
quinta-feira, 14 de dezembro de 2000 , 20h40 | POR REDAÇÃO

A PT Prime não ficará restrita ao atendimento do Bradesco e do Unibanco. Eduardo Perestrelo estima que o mercado de dados corporativos no Brasil movimente US$ 1,5 bilhão anualmente e tem potencial de crescimento de 30% ao ano nos próximos três anos. A tendência é que outros bancos e empresas de todos os setores que mantém grandes estruturas próprias de telecomunicações terceirizem estes serviços, acredita Perestrelo. Os incentivos para que isso ocorra são a redução de custos, a economia de escala, a otimização da infra-estrutura e a necessidade de pessoal especializado. O presidente da PT avalia que nada disso faz parte do foco dos bancos e das empresa. "A manutenção de redes próprias por empresas e bancos é uma peculiaridade do Brasil, diferentemente do que acontece em outros países", diz.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
[events_list country="pt-br" date_format="F" limit="1" category="18346"]
#_EVENTEXCERPT
#j de #F #@_{ \a j \d\e F }
#_LOCATIONNAME, #_LOCATIONSTATE, #_LOCATIONCOUNTRY
[/events_list]
Top