OUTROS DESTAQUES
Satélite
SpaceX planeja tirar do papel projeto de banda larga satelital
quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2018 , 18h32

A companhia aeroespacial do bilionário Elon Musk, a SpaceX, deverá dar início ao programa de banda larga satelital para universalização nos Estados Unidos e no mundo. Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, 14, o chairman da Federal Communications Commission (FCC), Ajit Pai, revelou que a agência reguladora dos Estados Unidos analisa a aprovação dos planos da companhia para ajudar a combater o gap digital.

"A inscrição da Space X – junto com as outras companhias de satélite que buscam licenças ou acesso ao mercado dos EUA para sistemas de órbita de satélite não geoestacionário – envolvem inovação única", declarou Pai no comunicado. Na declaração dele, a FCC lembra que já havia aprovado licenças da OneWeb, Space Norway e da Telesat para entrar no mercado norte-americano com oferta de banda larga satelital, especialmente acesso remoto e em áreas rurais.

A ideia da Comissão é que a cobertura satelital permita levar a conectividade para as regiões dos EUA onde a fibra ótica ou torres de celular não chegam, além de "poder oferecer mais competição onde o acesso terrestre à Internet já está disponível". Caso demais conselheiros da FCC concordem com a aprovação da SpaceX, a empresa seria a primeira norte-americana a fornecer serviços de banda larga com satélites LEO.

De acordo com o site C-Net, o programa de Elon Musk se chama "Starlink", e haverá um lançamento de dois satélites a bordo do foguete reutilizável Falcon 9 no próximo sábado, 17. Porém, até o momento, a SpaceX não confirmou o lançamento em seus canais de comunicação. Em 2015, a empresa já havia pedido licença para testes da banda larga satelital à FCC. Na época, a ideia era utilizar dois satélites não geoestacionários: MicroSat-1a e MicroSat 1b, utilizando banda Ku e banda X (frequência entre 8 GHz e 12 GHz, utilizada por militares).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top