OUTROS DESTAQUES
Acordo favoreceria abrangência nacional
quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2002 , 22h48 | POR REDAÇÃO

Se for correta essa versão, a Telecom Americas estaria coberta no Rio Grande do Sul (Telet), São Paulo (BCP e Tess), Rio e Espírito Santo (ATL), Centro-Oeste (Americel) e parte significativa do Nordeste (BCP). A compra da Telemig Celular poderia ser uma prioridade. Um analista do mercado de ações acredita que a eventual entrada da Bell South potencializaria os investimentos da empresa para futura migração para a terceira geração de telefonia móvel. Vale lembrar que a Bell South abriu mão no final do ano passado de adquirir parcela das ações da Tess e, desta forma, entrar no consórcio.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top