OUTROS DESTAQUES
Consumo
Se fosse fácil, mais de 60% dos brasileiros trocariam de TV paga, telefone ou banda larga
segunda-feira, 13 de julho de 2015 , 16h00 | POR BRUNO DO AMARAL

Os consumidores brasileiros se mostram insatisfeitos com as operadoras e trocariam de empresa se isso fosse uma tarefa simples. A constatação foi feita pela empresa de pesquisa e consultoria CVA Solutions, que entrevistou 5.500 pessoas para avaliar o comportamento dos clientes de pacotes tripleplay, ou combos, compostos por banda larga fixa, TV paga e telefonia fixa. Segundo o levantamento divulgado nesta segunda, 13, se fosse "fácil e descomplicado", 68,5% mudariam de provedor de Internet, 64,2% mudariam a operadora de TV e 68,7% mudariam de prestador de telefone fixo. 

Em comunicado, o sócio-diretor da CVA, Sandro Cimatti, afirma que as queixas mais constantes, entre todos os serviços pesquisados, são sobre "ausência de sinal e atendimento". As notas dos três tipos de serviços continuam entre as piores das 42 indústrias pesquisadas pela empresa, ficando à frente apenas da telefonia celular, de títulos de capitalização e planos de saúde.

A banda larga fixa está em 38º lugar com nota 6,45 (contra 6,27 em 2014) – quanto maior a pontuação, melhor. A TV paga está em 36º, com 6,80 (contra 6,60 no ano passado); e a telefonia fixa ficou em 39º com 6,31 pontos (contra 6,07). Os setores líderes são de produtos da linha branca (8,87), varejo online (8,72) e refrigeradores (8,67).

Mesmo que os pacotes combo atraiam os consumidores, um dos serviços vem perdendo força: 33,8% já não possuem mais telefone fixo há cinco anos ou mais. Outro indicador da tendência é que 18,9% possuem contrato somente para o serviço de telefonia fixa.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top