OUTROS DESTAQUES
Infra-estrutura
ZTE aposta em GPON para IPTV
quinta-feira, 13 de março de 2008 , 15h02 | POR FERNANDO PAIVA

Uma das grandes apostas da ZTE no Brasil em termos de infra-estrutura de transmissão de dados são redes GPON (Gigabit Passive Optical Network). Trata-se de redes de fibra óptica sem nenhum equipamento ativo acoplado ao longo do caminho entre a central e o assinante (como repetidores, por exemplo). ?O gerenciamento do tráfego é feito através de equipamentos que ficam nas pontas. O GPON é uma tecnologia barata a longo prazo, pois a operadora aumenta a velocidade de transmissão apenas trocando os equipamentos das pontas?, explica o diretor técnico da ZTE, Thiago Haidar. O GPON alcança atualmente uma velocidade de 2,4 Gbps, que pode ser dividida em até 128 acessos. ?É uma tecnologia adequada para prover acesso de banda larga e pode ser usada em redes de Fiber to the Home (FTTH), Fiber to the Building (FTTB) e Fiber to the Node (FTTN)?, explica Haidar.
No exterior, operadoras como a Telecom Italia usam GPON para o serviço de IPTV, por exemplo. No Brasil, nenhuma operadora adotou essa tecnologia até o momento, afirma Haidar. Mas com o crescimento de IPTV, o GPON torna-se uma alternativa interessante no País. Em IPTV, o maior concorrente do GPON é o VDSL2, cuja desvantagem é não garantir uma boa qualidade de transmissão em distâncias muito longas, explica o executivo da ZTE. Outra oportunidade vislumbrada pela ZTE para uso do GPON é no backhaul de redes 3G.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top