OUTROS DESTAQUES
Mercado
Estudo aponta Brasil como fraco consumidor de tecnologia
quinta-feira, 13 de março de 2008 , 19h17 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

Estudo desenvolvido pela consultoria espanhola Everis sobre o mercado latino-americano de TIC (Tecnologia da Informação e Telecomunicações) referente ao terceiro trimestre de 2007 aponta o Brasil como o país com o pior Indicador da Sociedade de Informação (ISI) com 4,24 pontos, atrás do Chile (5,78), Argentina (4,79), México (4,61) e Colômbia (4,32). O índice vai de 1 a dez onde 6,5 é considerado sub ótimo e 9,23 ótimo.
Para chegar a esse índice a consultoria leva em conta dois parâmetros: as tecnologias da informação e comunicações, e o ambiente da sociedade de informação. No primeiro parâmetro são analisados o número de telefones móveis em funcionamento para cada 1 mil habitantes, número de computadores por mil, número de servidores, número de usuários de internet e gasto com TIC por habitante expressado em dólares internacionais. Além dos indicadores tecnológicos a metodologia também contabiliza o entorno econômico (PIB, variação do IPC, etc), institucional (risco país), social (taxa de ocupação da população) e infra-estrutura (consumo de eletricidade por habitante e eficiência energética). O estudo aponta também mudanças no cenário brasileiro de TIC. O crescimento anual é de 8,4%, o mais significativo dos últimos cinco trimestres e o maior entre os países da América Latina. As variáveis que contribuíram para esse resultado, segundo Teodoro López, diretor da Everis, são o crescimento do número de usuários de internet, com aumento de 25,8%, e a expansão do número de celulares por habitante, com aumento de 17,5% no ano.
De acordo com o estudo, o Brasil vai encabeçar um aumento de gasto em tecnologia da informação e telecomunicações por pessoa pouco maior de 28% nos próximos trimestres, embora a expectativa da consultoria seja que o País continue com os menores resultados entre as regiões estudadas.
A Everis tem clientes como a Telefônica, Banco Santander, Embratel e Oi. Para as duas últimas a empresa foi contratada como consultora na área de portabilidade numérica.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top