OUTROS DESTAQUES
ATL ameaça pedir revisão tarifária
quinta-feira, 13 de janeiro de 2000 , 19h00 | POR REDAÇÃO

Ao apresentar seus comentários à consulta pública que altera as normas do celular, a ATL lembra que a mudança do tempo de tarifação mínima (de 30 para 6 segundos) na regulamentação, provocará uma mudança unilateral no contrato de concessão firmado entre a empresa e a Anatel. De acordo com a empresa, este novo dispositivo provocará uma perda significativa de receitas. Isso acontecendo, a empresa lembra que, também de acordo com o contrato de concessão, poderá pedir revisão tarifária para manter a saúde financeira da empresa e a continuidade dos serviços. A BCP faz o mesmo tipo de comentário e calcula em 4,97% a perda de receita caso seja implantado o novo tempo de tarifação mínima. A BCP também lembra o contrato assinado e as regras do edital de licitação para a banda B, e acrescenta como argumento o fato de ela e a BSE (sua irmã no Nordeste) serem empresas ainda em instalação, com investimentos muito altos. A BCP chega a dizer que são intangíveis e insuscetíveis as alterações unilaterais nos contratos de concessão. A ATL e BCP não ponderam, contudo, do aumento de receita que poderão ter ao proporcionar o uso das mensagens curtas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top