OUTROS DESTAQUES
Guerreiro bate duro na Embratel e Brasil Telecom
quarta-feira, 12 de dezembro de 2001 , 23h02 | POR REDAÇÃO

Como já fez com as empresas celulares, Renato Guerreiro aproveitou a audiência para criticar as teles fixas, especialmente a Embratel e a Brasil Telecom. Para a Embratel o recado foi o seguinte: "as regras (de interconexão) sempre foram muito claras e foram aceitas pela empresa (na privatização). Não vamos mudar as regras no meio do jogo". Em relação à Brasil Telecom, Guerreiro disse que há mais de um ano os sócios da operadora estão brigando porque um quer comprar a participação do outro (referindo-se à briga entre Telecom Itália, fundos e Opportunity). "Se este negócio fosse tão ruim, esta disputa já estaria resolvida", concluiu.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top