OUTROS DESTAQUES
Aquisições
Mercado recebe bem planos da Embratel para a Vésper
terça-feira, 12 de agosto de 2003 , 16h45 | POR REDAÇÃO

O mercado financeiro recebeu bem os planos da Embratel para a compra da Vésper de sua controladora, a Qualcomm, anunciados em fato relevante e teleconferência com executivos da empresa nesta terça, 12. As ações da concessionária na Bovespa subiram bem acima da média. A Embratel assinou carta de intenção para assumir a rede da espelho sem contrair as dívidas bancárias da empresa. Ficará apenas com o débito com fornecedores, que está entre apenas US$ 4 milhões e US$ 5 milhões.
Os gastos de capital para melhorias na rede, segundo a Embratel, tampouco terão grande peso: tendo como um dos principais objetivos a exploração dos serviços de banda larga da rede, na tecnologia CDMA 1xEVDO, a Embratel pretende dispender apenas cerca de US$ 10 milhões na expansão deste serviço, especificamente no Rio de Janeiro, e aproveitar o upgrade já feito em São Paulo.
Como ressaltou a diretora de relações institucionais, da Embratel, Silvia Pereira, o restante da rede, predominantemente em CDMA de 2ª geração, tem capacidade para mais que dobrar o número de assinantes (hoje em torno de 500 mil) sem investimentos adicionais.
De acordo com Jorge Rodríguez, presidente da empresa, um dos focos principais da Embratel será a expansão do acesso local de dados e voz especialmente para o mercado corporativo. Cerca de 34% do faturamento da empresa (R$ 388 milhões em 2002) provêm de serviços de telefonia via fibra óptica para 2,8 mil clientes corporativos.
Segundo a carta de intenção, a Embratel vai adquirir 100% das Vésper.

Sinergia

A Embratel aposta na sinergia entre sua estrutura de marketing e venda, bem como sua infra-estrutura de dados e de longa distância, para impulsionar os serviços da empresa de telefonia local. Como observou Sílvia Pereira, a rede da espelho poderá beneficiar-se, se efetivado o negócio, da escala superior da rede da Embratel, especialmente na interconexão para longa distância. O objetivo anunciado pela Embratel é de que o EBTIDA hoje negativo da Vésper chegue a zero no início do próximo ano, para tornar-se positivo em seguida.
Pelo acordo, a Qualcomm e a Vésper acertarão a venda e leasing das torres de transmissão da rede para levantar recursos para amortizar as dívidas da espelho junto aos bancos.

Opção fraca

O acordo envolve também a opção de compra das licenças da Vésper para telefonia móvel em 1,8 GHz (compatível economicamente com o padrão GSM), mas a Embratel diz que não tem o interesse de exercer este direito pelo menos no curto prazo. As licenças móveis da Vésper são para Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e interior de São Paulo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
[events_list country="pt-br" date_format="F" limit="1" category="18346"]
#_EVENTEXCERPT
#j de #F #@_{ \a j \d\e F }
#_LOCATIONNAME, #_LOCATIONSTATE, #_LOCATIONCOUNTRY
[/events_list]
Top