OUTROS DESTAQUES
ECONOMIA
IBGE aponta queda de 5,2% nos serviços de telecomunicações em março
quinta-feira, 12 de maio de 2016 , 17h42

O volume dos serviços de informação e comunicação despencou 5,9% em março, na comparação com igual mês do ano anterior, com variações negativas também de 5,1%, em fevereiro, e de 2,1%, em janeiro, de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 12, pelo IBGE. A variação acumulada no ano ficou em -4,4% e, em 12 meses, ficou em -1,8%.

Os serviços de tecnologia da informação e comunicação (TIC) caíram 5,3% no mês, com destaque para Telecomunicações, com queda de 5,2% e serviços de tecnologia da informação, com variação negativa de 5,9%. Os serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias, apresentaram queda de 9,6% no volume, frente à igual mês do ano anterior, aponta o instituto.

Em março, o volume do setor de serviços como um todo registrou queda de 5,9%, na comparação com igual mês do ano anterior, tendo sido observadas, tanto em fevereiro quanto em janeiro, variações de -3,9% e -5%. A taxa acumulada no ano ficou em -5,0% e em 12 meses, -4,4%. Nesta mesma comparação, a receita nominal registrou queda de 0,4% em março, em relação a março de 2015, após crescimento de 2 %, em fevereiro, e queda de 0,1%, em janeiro. A taxa acumulada da receita nominal no ano ficou em 0,5% e, em 12 meses, chegou a 0,7%.

Os resultados do 1º trimestre de 2016 mantêm a sequência de variações negativas dos últimos trimestres, atingindo -5%. As quedas mais relevantes foram observadas nos Serviços profissionais, administrativos e complementares (-6,7%); Transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (-5,2%) e Serviços de informação e comunicação (-4,4%), ou seja, os segmentos com maior peso na estrutura do setor de serviços.

Em termos de composição da taxa global de volume, a contribuição dos segmentos foi a seguinte: Serviços de informação e comunicação e Transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, ambos com -2,3 p.p., Serviços profissionais, administrativos e complementares, com -1,2 p.p. e Serviços prestados às famílias, com -0,2 p.p.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top