OUTROS DESTAQUES
Backhaul
Proposta de alteração de contratos deve ficar pronta na sexta
quarta-feira, 12 de março de 2008 , 19h48 | POR MARIANA MAZZA

O último percalço para que o governo consiga, enfim, anunciar publicamente o Programa Nacional de Banda Larga pode ser superado na próxima sexta-feira, 14. Trata-se da apresentação às empresas da proposta de alteração contratual para que a meta de instalação de PSTs possa ser trocada pela implantação de um backhaul no País. O documento está sendo formulado pela Anatel e, segundo fonte que participa da negociação, ficou acordado que a agência conclua seu trabalho até o fim desta semana.
O acordo entre as concessionárias e o governo para a implantação do Programa Nacional de Banda Larga foi fechado na semana passada mas, para que o projeto de levar internet às 55 mil escolas urbanas seja implantado de fato, é necessário a conclusão das negociações sobre o backhaul. O problema com relação a esta parte estrutural estava no embate entre Ministério das Comunicações e Anatel sobre o sistema que deveria ser aplicado para o auferimento das receitas obtidas pelas concessionárias com a troca das metas.
Ficou acertado em reunião realizada na última sexta-feira, 7, que valerá o método defendido pelo Ministério das Comunicações, onde as receitas serão analisadas por auditoria a ser feita em julho de 2009. A Anatel defendia a inclusão imediata de metas de ampliação do backhaul, baseadas em uma projeção dos ganhos das empresas.
Mesmo que a Anatel apresente às concessionárias a proposta de alteração contratual ainda nesta semana, o anúncio do programa não deverá ser imediato. Isso porque os técnicos e diretores das empresas que participam da negociação ainda precisam submeter as mudanças contratuais à análise de suas presidências e conselhos de administração. Só depois de um aval do comando das concessionárias, os aditivos contratuais serão assinados.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top